quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

Maior alegria

Essa vai ser uma pequena postagem, estou um pouco enrolada, mas não queria deixar passar a oportunidade de compartilhar o versículo lindo que li hoje:

Não tenho maior alegria do que esta a de ouvir que os meus filhos andam na verdade.” .III João 4

João fala aqui de seus filhos na fé, mas tenho certeza que essa é a maior alegria e o maior sonho de toda mãe cristã também.

Que possamos ser instrumentos nas mãos do Senhor para que esse sonho se realize para honra e glória do Seu nome.


um beijinho,

da mãe do Gabriel e da Alice

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

A Igreja Perseguida

Olá mamães,
Já faz um tempinho que recebo notícias sobre os cristãos que enfrentam perseguição simplesmente por servirem a Cristo. São a chamada Igreja Perseguida. A Missão Portas Abertas atua há mais de 50 anos levando principalmente Bíblias, livros cristãos e Bíblias para crianças para países onde a impressão ou compra desses materiais é proibida. Leva também ajuda financeira às famílias dos pastores e evangelistas que estão presos ou foram mortos por sua fé. Eles publicam uma revista com tiragem mensal e também mandam e-mails toda semana. Assim, mantém a Igreja Livre informada sobre as lutas e vitórias da igreja Perseguida.
Crianças da Etiópia recebem Bíblias Ilustradas
Tem sido importante para mim conhecer mais sobre as histórias desses irmãos e irmãs, sobre como se mantém fiéis ao Senhor mesmo em meio a tantas lutas. Tenho que reconhecer que reclamo demais por problemas pequenos e, o pior, trabalho de menos para o Reino de Deus. Me fez também valorizar mais a Bíblia e a liberdade que tenho de lê-la em qualquer lugar onde estiver.
Fico imaginando a vida das mães cristãs nesses países onde há tanta opressão... Como deve ser difícil ver seus filhos tendo que freqüentar escolas onde aprendem que o correto é odiar os cristãos e a Bíblia, ou ainda serem proibidos de estudar por serem filhos de pais crentes. Muitas sofrem agressões verbais e até físicas de familiares ou até mesmo do marido que algumas vezes, após a conversão da esposa, divorcia-se dela ficando com a guarda dos filhos. Outras precisam viajar dias para visitar o marido cristão que está preso só por servir ao Senhor. Há casos de mães que tiveram suas filhas seqüestradas e obrigadas a se casar com um muçulmano e se “converter” ao islamismo... O que eu faria no lugar delas, qual seria minha reação diante de tanta injustiça? Paulo ensina em I Coríntios 12:26 que “...se um membro (do corpo de Cristo) padece, todos os membros padecem com ele...”
Se quiser saber mais sobre esses queridos irmãos e irmãs dê uma olhadinha no site da Portas Abertas e cadastre seu e-mail para receber notícias e motivos de oração: http://www.portasabertas.org.br/
Gostaria de propor uma forma muito simples de levar um pouco de alegria e conforto a essas irmãs e irmãos em Cristo. Vai levar um tempo bem curtinho e custar quase nada em dinheiro, mas é algo que vale muitíssimo, que realmente não tem preço. Participe das campanhas de cartas que estão no link: http://www.portasabertas.org.br/envolva/encor/
Ali há orientações sobre como escrever, sugestões de frases e versículos e as histórias das pessoas que irão receber as cartinhas.
Eu gosto de mandar cartões e gosto de escrever um dos versículos abaixo:
“O Senhor é bom, ele serve de fortaleza no dia da angústia, e conhece os que confiam nele.” Naum 1:7  
“A graça do Senhor Jesus Cristo, e o amor de Deus, e a comunhão do Espírito Santo seja com todos vós. Amém” II Coríntios 13:14
Quando meus filhos estiverem maiores um pouquinho penso em pedir que façam desenhos e assim vou envolvê-los também nesse ministério.
Tenho certeza que investindo um pouquinho do seu tempo você estará abençoando vidas preciosas.
Lembre-se de orar por eles também, e por tantas outras pessoas que se encontram na mesma situação, para que o Senhor as conforte e fortaleça, para que tenham ousadia para testemunhar, para que permaneçam sempre fiéis a Jesus aconteça o que acontecer.

Beijinhos,
Da mãe do Gabriel e da Alice

quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Embalando bebês

Olá mamães,

Vocês já ouviram falar da Tia Romilda? Ela é uma serva de Deus e canta a maioria das músicas da APEC (Aliança Pró Evangelização de Crianças).

Cresci ouvindo as fitas da APEC e aprendendo uma porção de corinhos através da voz da Tia Romilda. Por vários anos minha mãe tem utilizado essas canções para transmitir verdades e porções da Palavra de Deus. Ensinou às suas três filhas e também às centenas de crianças que já frequentaram as igrejas e congregações por onde ela passou demonstrando o amor de Deus aos pequeninos. E agora ela compartilha também com seus cinco netinhos.

Bem, foi pensando em dois desses netinhos - mais especificamente Gabriel e Alice! - que comprei o CD "Romilda canta - Embalando - para a mamãe e o bebê".

São canções curtinhas cantadas na voz quase lírica dessa querida irmã. E são bem apropriadas para as situações do dia-a-dia do bebezinho.

Por exemplo para o banho :

 "banho, banho, na aguinha gostosa
para a neném ficar limpa e cheirosa.
Deus nos deu a água tão boa,
Deus te ama e Deus te abençoa."

Para trocar a fraldinha: 

"Trocar fraldinha, trocar fraldinha
Ficar limpinha a nenezinha de Jesus"

Pra hora das refeições:

"gostoso, gostoso o papá do neném
gostoso, gostoso, Obrigado Jesus!
gostoso, gostoso o papá do neném
gostoso, gostoso, Obrigado Jesus!"

Pra ensinar e  louvar

"Jesus ama a Alice, Jesus ama o "Biel"
Jesus é bom, Jesus é bom
Jesus cuida da Alice, Jesus cuida do "Biel"
Jesus é bom, Jesus é bom"

Fofas, né! Claro que eu troco o/a neném por o Gabriel /a Alice. Ele não é mais neném mas ainda curte essas musiquinhas e já decorou quase o CD todo, e olha que são 41 canções!

Essa é lindinha também:

 "Fofura da mamãe, lindo neném.
 fofura do papai, Jesus me deu você.
 Jesus me deu você, lindo neném,
 fofura do papai, fofurinha da mamãe."

Essa é um alerta para os pais:

"O tempo bom de criança Oh! viva como criança
Que o tempo bom de criança não volta, não volta. 
O tempo bom de criança foi Deus que fez pra você.

Papai e mamãe aproveitem meu tempo bom de criança
porque meu tempo de infância não volta, não volta,
porque meu tempo de infância Deus pôs na mãos de vocês.

Eduque o teu pequenino no santo trilho divino
porque esse tempo precioso não volta, não volta, 
porque esse tempo precioso Deus pede conta a você"

E essa é a minha oração :

 "Eu quero criar meu filhinho, 
Senhor no teu santo caminho
Eu preciso de ti, preciso de ti
Oh vem dirigir o meu passo
Oh vem sustentar o braço 
eu preciso de ti, eu preciso de ti"

Encontrei no site abaixo uma entrevista com ela e há algumas das canções de criança mais conhecidas, creio que muitas de vocês vão lembrar de já ter ouvido algumas delas.

http://www.nelsonbomilcar.com.br/sons-do-coracao/062-entrevista-com-tia-romilda-parte-i/

Sabem, até acho engraçadinho crianças cantando louvores de adulto, mas na maioria das vezes elas não têm a menor noção do que estão dizendo. Acho que para a vidinha delas é muito mais  proveitoso que aprendam musiquinhas curtas e simples, mas que ao mesmo tempo falem de verdades profundas. Assim elas gravam os ensinamentos do Senhor mais facilmente (e nós também!).

Mil beijinhos cantarolantes,
da mamãe do Gabriel e da Alice


quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Falando sobre Deus com nossos filhos

Olá mamães,
Desculpem pela demora em fazer uma nova postagem, meus dias têm sido tão corridos... Como são os de vocês? Imagino que também sejam cheios de tarefas e coisas para resolver. E como, no meio de tantas atividades, podemos ensinar sobre Deus aos nossos filhos? Esse é o tema do 4º capítulo do livro “Uma mãe segundo o coração de Deus” e fiz um pequeno resumo para nosso bloguinho.
“E estas palavras, que hoje te ordeno, estarão no teu coração; E as ensinarás a teus filhos e delas falarás assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e deitando-te e levantando-te.” Deuteronômio 6 : 6, 7
Deus não requer que tenhamos algum talento, instrução, graduação ou habilidades especiais para instruir nossos filhos nos caminhos Dele.
Tudo que temos que fazer é falar sobre Ele durante todo o dia. Nós mulheres somos ótimas em falar (nossos maridos que o digam)!!! Então, podemos focar constantemente toda a vida diária Nele e em Seus ensinamentos apenas falando! Falando sobre as coisas de Deus com nossos filhos enquanto atravessamos a confusão de cada dia corrido.
Já que sempre falamos sobre o que é importante para nós, quando falamos sobre as coisas do Senhor passamos uma importante mensagem para nossos filhos: demonstramos nosso amor pelo Pai! Agora vamos refletir um pouquinho: que tipo de mensagem passamos se não falarmos?
Torne Deus parte de sua vida diária e de seu bate-papo.
Fale sobre Ele e Seus caminhos.
Fale sobre Sua Palavra e Seu Filho.
Fale sobre a maravilha de Sua criação.
Veja o Senhor em todos os aspectos da vida, não apenas naqueles relacionados com a igreja.
Quando falamos sobre o Senhor, além de obedecer um mandamento, nós estamos honrando e glorificando nosso amado Pai.
Deus nos ensina também sobre quando falar: quando você e sua família sentam em casa, quando você faz seu trabalho,  quando come... fale sobre o Senhor. Ou quando você se aconchega às crianças, quando elas deitam para dormir ou quando alguém tem algum pesadelo à noite ou está doente... fale sobre o Senhor. E logo que você desperta para o dom de outro dia glorioso que Deus lhe dá... fale sobre o Senhor.Mesmo quando você visita ou conversa com outras pessoas, quando segue seu caminho até o fim do dia, quando desempenha suas incumbências e quando faz suas tarefas domésticas... fale sobre o Senhor.
Veja cada ocasião como uma oportunidade para falar com seus filhos sobre as coisas divinas, sobre as claras e simples verdades de Deus e sobre as leis do Senhor. Por exemplo: se há um arco-íris no céu, se está chovendo, quando explicamos sobre as estações, podemos falar : “Como Deus fez tudo tão lindo!” Ao elogiarmos pequenas tarefas podemos lembrar que : “Em todo trabalho há proveito...” Prov. 14:23. Para mostrar que é importante emprestar os brinquedos podemos repetir as palavras de Jesus ensinando que devemos tratar os irmãos e amiguinhos da mesma maneira que queremos ser tratados (Mateus 7:12).
É importante zelar para que estas preciosas bênçãos que o Senhor nos deu ouçam nada além do bem em nossos lares cristãos.
Lembre-se:
Nunca é cedo demais para começar “E que desde a tua meninice sabes as sagradas Escrituras, que podem fazer-te sábio para a salvação, pela fé que há em Cristo Jesus.” II Timóteo 3:15. Ana e Joquebede tiveram apenas os primeiros anos de vida de seus filhos para lhes ensinar os caminhos do Senhor ! E podemos ver pelas vidas de Samuel e Moisés que a dedicação dessas mães maravilhosas deve ter sido intensa e, certamente, não foi em vão.
Nunca é tarde demais também. Apenas decida neste momento a começar a falar sobre as coisas do Senhor quando estiver sentada em casa e andando pelo caminho, ao deitar-se e ao levantar-se.
Uma questão central : Quão importante Deus e Seu Filho são para você? E quão importante é nutrir o caráter piedoso em sua vida? Você imita os padrões de Deus para sua família? Será que podemos dizer como Paulo em I Coríntios 11:1: “SEDE meus imitadores, como também eu de Cristo.”?
Pense sobre o que conversa com seus filhos, que direção aponta para eles: você pergunta o que os outros vão pensar ou o que Deus deseja? Que atividades recompensa mais: excelência na escola ou benignidade com irmãos e amiguinhos? Que realização a emociona mais: nota 10 ou memorizar outro versículo? Que grupos os encoraja mais a participar: futebol/balé ou programações da igreja e clubes bíblicos? Qual feito você considera mais grandioso: um boletim impecável ou um consistente tempo pessoal de devocional e quietude com o Senhor?
As atividades escolares e os demais cursinhos são importantes, não podemos negar, e devem ser incentivados. Mas devemos verificar de tempos em tempos em Deuteronômio 6:6 e 7 qual deve ser nossa prioridade número 1. Precisamos pedir ao Senhor sabedoria para ajustar nossas prioridades de maneira que O agrademos.  
Deus quer que os pais transmitam os seus mandamentos às próximas gerações que os passarão para a próxima e para a próxima e a próxima...
Certamente podemos contar com a ajuda de outras pessoas: os professores de EBD, líderes de ministério infantil, pastores, mas a tarefa é nossa!
Pequenas escolhas que trazem grandes bênçãos:
- Peça a Deus que a torne mais consciente Dele e se sua presença constante.
- Proponha-se a falar a respeito do Senhor.
- Encontre oportunidades na rotina diária (Cds de cânticos infantis, filmes de histórias bíblicas, lembretes com versículos nas mochilas e bolsas )
- Centralize a hora da refeição em Deus, lembre-se sempre de agradecer Sua provisão
- Termine o dia com Deus.

Que o Senhor nos dê sabedoria e oportunidades!

Beijos,
Da mamãe do Gabriel e da Alice

quarta-feira, 5 de setembro de 2012

Tão grande é meu Deus

Olá mamãe,
Você conhece essa linda canção:
“Tão grande é meu Deus,
Meu Deus é tão grande
Que todas as coisas criou.
Os montes são dEle,
Os rios são dEle,
As estrelas são dEle também.
Tão grande é meu Deus,
Meu Deus é tão grande
Que todas as coisas criou.”
Quando canto essa música com meus filhos abrimos bem os braços pra mostrar o quanto Deus é grande!
O nosso Deus é realmente imenso, mas muitas vezes, na correria da vida acabamos não atentando para este fato.
Lemos em Isaías 40: 15 – 18, 22, 26 o seguinte:
“Eis que as nações são consideradas por ele como a gota de um balde, e como o pó miúdo das balanças; eis que ele levanta as ilhas como a uma coisa pequeníssima.
Nem todo o Líbano basta para o fogo, nem os seus animais bastam para holocaustos.
Todas as nações são como nada perante ele; ele as considera menos do que nada e como uma coisa vã.
A quem, pois, fareis semelhante a Deus, ou com que o comparareis?
Ele é o que está assentado sobre o círculo da terra, cujos moradores são para ele como gafanhotos; é ele o que estende os céus como cortina, e os desenrola como tenda, para neles habitar;
Levantai ao alto os vossos olhos, e vede quem criou estas coisas; foi aquele que faz sair o exército delas segundo o seu número; ele as chama a todas pelos seus nomes; por causa da grandeza das suas forças, e porquanto é forte em poder, nenhuma delas faltará.”
Deus é maior que os meus problemas, é maior do que qualquer coisa que me cause medo, é maior que tudo o que vejo e conheço!!
Seu poder e sua força são tão tremendos que ao chamar as estrelas (cada uma por seu nome) nenhuma delas ousa faltar!!
Até mesmo o tempo para o Senhor tem uma dimensão diferente: Mas, amados, não ignoreis uma coisa, que um dia para o Senhor é como mil anos, e mil anos como um dia.” II Pedro 3:8. Enquanto nós somos imediatistas e tantas vezes impulsivas o Senhor é eterno. Falando sobre imediatismo, vocês já perceberam como algumas coisas, que nos afligem tanto em determinadas épocas, passados alguns anos ou até meses nem lembramos mais. Precisamos pedir ao Pai que nos dê a perspectiva correta sobre as coisas, lembrando especialmente que nossa vida aqui é passageira, tudo passa, as coisas boas e as ruins também.
Ah! Como é maravilhoso saber que mesmo estando tão acima e tão além do que podemos ver e compreender, Ele se importa conosco: “Não se vendem cinco passarinhos por dois ceitis? E nenhum deles está esquecido diante de Deus. E até os cabelos da vossa cabeça estão todos contados. Não temais pois; mais valeis vós do que muitos passarinhos.” Lucas 12:6-7
Tenho aprendido que o segredo para enfrentar as lutas na nossa vida é fazer como o rei Josafá e o povo de Judá em II Crônicas 20: 2-6: Então vieram alguns que avisaram a Jeosafá, dizendo: Vem contra ti uma grande multidão dalém do mar e da Síria; e eis que já estão em Hazazom-Tamar, que é En-Gedi. Então Jeosafá temeu, e pôs-se a buscar o Senhor, e apregoou jejum em todo o Judá. E Judá se ajuntou, para pedir socorro ao Senhor; também de todas as cidades de Judá vieram para buscar ao Senhor. E pôs-se Jeosafá em pé na congregação de Judá e de Jerusalém, na casa do Senhor, diante do pátio novo. E disse: Ah! Senhor Deus de nossos pais, porventura não és tu Deus nos céus? Não és tu que dominas sobre todos os reinos das nações? Na tua mão há força e potência, e não há quem te possa resistir.”

 Olha só que pérola maravilhosa que é o final do versículo 12: (...) Porque em nós não há força perante esta grande multidão que vem contra nós, e não sabemos o que faremos; porém os nossos olhos estão postos em ti.”
Que possamos ensinar isso aos nossos filhos, através de palavras e especialmente do exemplo: que nossa força não vem de nós mesmas e em geral não sabemos o que fazer, mas nossos olhos estão no Senhor.
Vamos voltar para o mesmo capítulo 40 de Isaías e ver como termina:
Não sabes, não ouviste que o eterno Deus, o Senhor, o Criador dos fins da terra, nem se cansa nem se fatiga? É inescrutável o seu entendimento.
Dá força ao cansado, e multiplica as forças ao que não tem nenhum vigor.
Os jovens se cansarão e se fatigarão, e os moços certamente cairão;
Mas os que esperam no Senhor renovarão as forças, subirão com asas como águias; correrão, e não se cansarão; caminharão, e não se fatigarão.”
Nossa força vem desse Deus indescritivelmente imenso. Vamos, juntamente com nossos filhinhos, manter nossos olhos sempre nEle!



Um beijinho
da mamãe do Gabriel e da Alice

segunda-feira, 13 de agosto de 2012

Cuidado ao falar


Se você já leu a postagem sobre Sarah Edwards deve ter percebido que tenho muita admiração por ela e seu marido Jonathan. Pois bem, li estes dias no site: http://www.monergismo.com/textos/vida_piedosa/70resolucoes_edwards.htm  as famosas resoluções de Jonathan Edwards. São decisões que ele tomou quando era bem jovem e empenhou-se em segui-las toda a sua vida.
A última chamou especialmente a minha atenção: “Que haja sempre algo de benevolente toda vez que eu fale.” Como assim!!? Toda a vez que eu fale!!? Na hora comecei a pensar em várias e várias vezes em que disse coisas ruins ou de forma nada benevolente, especialmente para minha família. Como podemos ser tão desagradáveis justamente com as pessoas mais importantes da nossa vida?
No dia seguinte, lendo Mateus 5 fiquei ainda mais pensativa. Bem no comecinho, no versículo 2, lemos as palavras que vêm coladinhas no maravilhoso Sermão do Monte: E, abrindo a sua boca, os ensinava, dizendo”. Jesus, nosso amado Salvador, que deve sempre ser o molde de nossas vidas, abria a boca para ensinar! E que ensino! Sempre algo profundo e eterno. Certamente da boca de Jesus nunca saíram palavras fúteis ou sem importância.
É provável – e esperado - que para uma mãe cristã seja fácil cumprir a primeira parte de Efésios 4:29: “Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe,”  mas o versículo não acaba aí... na segunda parte é que está o verdadeiro desafio: “mas só a que for boa para promover a edificação, para que dê graça aos que a ouvem.”
Pare um pouquinho para refletir e fazer esse auto-exame:
- Todas as suas palavras tem sido edificantes?
- Tem levado a graça do nosso Deus aos que as ouvem?
- Há sempre algo de benevolente nelas?
- Algum ensino relevante?
Creio que precisamos vigiar e nos preocupar mais com o que sai de nossas bocas. Devemos orar como o salmista “Põe, ó Senhor, uma guarda à minha boca; guarda a porta dos meus lábios” Salmo 141:3.
Tenho pensado e orado bastante por isso ultimamente. Minha oração é que possa ser dito de cada uma de nós, mães cristãs, (e de cada pai cristão também, claro) o que foi dito sobre a mulher virtuosa de Provérbios 31 no versículo 26:
- “Abre a sua boca com sabedoria, e a lei da beneficência está na sua língua” (Almeida, Corrigida e Revisada, Fiel);
- “Fala com sabedoria e ensina com amor.” (Nova Versão Internacional)
- “Fala com sabedoria e delicadeza.” (Nova Tradução na Linguagem de Hoje)
- “Fala com sabedoria, e a instrução da bondade está na sua língua.” (Almeida Revista e Atualizada)



 Um beijinho,
Da mãe do Gabriel e da Alice

sexta-feira, 3 de agosto de 2012

Botões de rosa

Olá mamães,

Achei mais uma linda citação de Spurgeon sobre a importância de evangelizarmos nossas crianças.

Pensem e orem a respeito.

Que Deus nos abençoe!

Beijos,
da mamãe do Gabriel e da Alice

“Feliz é quem tem esfera de serviço entre as crianças.
Quanto mais cedo uma alma é iluminada, mais curta é sua noite de escuridão.
Quanto mais cedo na vida ocorre a salvação do coração, melhor e maior a bênção.
Receber o orvalho de graça quando ainda estamos no orvalho da juventude é uma bênção dobrada.
Você deseja, pela graça de Deus, ganhar o coração das crianças para Cristo no começo da vida?
Esta é a melhor das bênçãos.
Espero que você não esteja entre aqueles que espera ver suas crianças convertidas apenas quando forem crescidas, e sente-se satisfeito ao deixá-las permanecer em seus pecados enquanto são crianças.
Espero que você ore pela conversão das crianças enquanto são crianças, e esteja trabalhando neste sentido com a ajuda graciosa do Espírito.
Se você estiver fazendo isto, não conheço qualquer outro serviço mais adequado para incluir os anjos do céu se lhes fosse permitido fazê-lo.
Certamente, se pudessem ensinar o Evangelho para a humanidade e tivessem sua chance como aprendizes, eles passariam direto por aqueles que já estivessem endurecidos no pecado e que poderiam dar apenas seus trôpegos anos para Cristo; e ajuntariam para Ele os jovens cujo dia está apenas amanhecendo.
Não podemos colocar um serviço contra o outro, mas seja como for, devemos nos considerar felizes se nossa esfera for entre as crianças.
Vamos reunir os botões de rosas por Jesus.”

Charles Spurgeon

terça-feira, 31 de julho de 2012

Fazendo mini cartazes com versículos

Olá mamães,

Hoje vamos ter um post prático!!  Já vimos bastante sobre a importância de ensinar a Bíblia para os pequeninos e eu quero compartilhar com vocês como eu tenho feito.
Material necessário:
- Cartolina colorida, eu uso esse kit que já vem recortado em tamanho A4:

- lápis de cor

- versículos impressos, sempre que possível coloque figuras pra ilustrar, ajuda muito, especialmente para os bem pequeninos. Alguns modelos pra ajudar você a começar:


- Muito amor!!
Agora é só imprimir, colorir bem bonito, recortar e colar na cartolina. Se você tiver aquelas tesouras especiais com serrilhadinhos diferentes pode recortar a cartolina ou o versículo com elas pra dar uma graça.
Para guardar: Eu cortei pelo meio uma caixa de cereal matinal (do tigre!) e encapei com papel de presente e virou a nossa caixa dos versículos.
Dica: Coloque em um local bem visível. Eu escolhi a parede da cozinha pertinho da mesa onde fazemos a maioria das refeições. Pedi a ajuda do Gabriel para pintar um pregador de madeira e colar purpurina (ficou lindo, super alegre!) colei na parede com fita banana (fixa forte) e pronto! Os versículos ficam ali penduradinhos e bem na nossa frente e, de tempos em tempos, eu troco por outro. Assim estamos sempre lembrando de ler e conversar sobre a Palavra de Deus. 
Ah! Outra coisa importante: não pense que é cedo demais! O mundo não espera pra começar a ensinar um monte de porcarias para nossos filhos. Comecei a ensinar versículos desse jeito quando ele tinha pouco mais de 2 anos. E rapidinho ele aprendeu vários. Antes disso eu às vezes falava algum e pedia a ele pra repetir, mas não tinha um método assim mais estruturadinho como agora. Fazendo os mini cartazes e colocando em um lugar de destaque da casa ficou bem melhor.
Lembre-se de sempre aplicar o ensino do versículo no dia-a-dia.  Por exemplo: em momentos de disputas entre irmãos podemos pedir para que recitem “Sejam bondosos uns com os outros” (Efésios 4:32a).
Que Deus nos abençoe com muita criatividade!

Beijinhos

Da Mãe do Gabriel e da Alice

segunda-feira, 30 de julho de 2012

Pão ou pedra?


“E qual de entre vós é o homem que, pedindo-lhe pão o seu filho, lhe dará uma pedra? E, pedindo-lhe peixe, lhe dará uma serpente? Se vós, pois, sendo maus, sabeis dar boas coisas aos vossos filhos, quanto mais vosso Pai, que está nos céus, dará bens aos que lhe pedirem?” Mateus 7:9-11
Nessa passagem Jesus está falando sobre a importância da oração. E nós, mães cristãs, estamos todo o tempo buscando ao Senhor pelos nossos filhos, não é mesmo?  Às vezes não temos tempo para nos ajoelhar, mas, mesmo em meio às tarefas do dia-a-dia, nossos pensamentos se voltam para nossos pequenininhos (e grandinhos) e rogamos ao Pai por eles.
Nosso Senhor Amado destaca que somos maus, pecadores, necessitamos da graça e do amor do Pai. Mesmo não cometendo crimes terríveis, diante da pureza de Deus somos pecadores. Pecamos por ações, palavras e pensamentos. Colocamos a nós mesmos em primeiro lugar, quando Jesus nos ensina que devemos amar a Deus de todo coração, entendimento, alma e forças, e ao próximo como a nós mesmos(Mateus 22:37-39).
Só por meio do sacrifício de Cristo na cruz podemos ter paz com Deus. Somente Ele pode transpor o imenso abismo que existe entre a humanidade caída por causa do pecado e Deus que é santo, perfeito. Que benção pensar no grande amor de Deus, que enviou Jesus para resgatar aqueles que crêem (João 3:16)! Obrigada Pai por esse amor sem medidas que nos tirou das trevas e que transforma nossas vidas!
Mas, mesmo sendo pecadores, para os nossos filhinhos queremos sempre dar o melhor. Nunca uma pedra no lugar de pão, jamais uma serpente no lugar de peixe.
Talvez a maior dificuldade seja saber o que é realmente o melhor. Basta assistir alguns minutos de TV e serão oferecidos dezenas de produtos e serviços “essenciais” que nós e nossa família “precisamos” ou “merecemos”. É fácil se deixar levar por esse consumismo e esquecer que o foco de nossas vidas e de nossos filhos deve ser a glória de Deus. E então gastamos nossas vidas em busca de mais e mais bens, nos esforçamos além do limite para colocar nas melhores escolas, nos preocupamos em excesso com o que não é essencial.
Esquecemos que para a criança o valor de sua mãe sentadinha ao seu lado brincando com um pedaço de papel que seja, será muito, muito maior que um brinquedo caro. Basta ver como seus olhinhos brilham quando separamos tempo para estar juntinhos em alguma atividade ou brincadeira. Como diz a líder do Ministério Infantil de minha igreja: “criança precisa de Presença e não de Presente”. É ótimo poder presentear nossos filhos, mas estar com eles, lendo, brincando, ensinando, ouvindo, isso sim é o que realmente importa! Vamos nos empenhar em remir o tempo, os dias são maus (Colossenses 4:5).
Jesus encerra falando que o Pai também dará bens aos que lhe pedirem. Não podemos perder de vista que o maior bem que existe é a salvação e poder desfrutar de comunhão com o Pai. Isso já foi providenciado no Calvário.
Precisamos pedir, pedir e pedir por nossos filhinhos. Por salvação. Por crescimento físico saudável, e, sobretudo, por crescimento espiritual. Por proteção e segurança. Para que tenham sabedoria quando chegar o momento em que tomarão as próprias decisões... Pedidos não faltam!
E por nós mesmas também! Por sabedoria para criá-los de acordo com as instruções do Senhor. Por coragem para dizer não ao mundo e o que ele nos oferece que pode prejudicar a criação deles. Por paciência e amor para disciplinar com carinho, mostrando-lhes o caminho correto sem nos irarmos. Para que consigamos separar tempo para estar com eles. Por discernimento para saber o que realmente é o melhor para eles, para não lhes darmos pedra achando que estamos dando pão!

Um beijinho da mãe do Gabriel e da Alice

sexta-feira, 27 de julho de 2012

Aprendendo com Noé

Olá mamães,


Em fevereiro, lá no berçário da minha igreja, estivemos ensinando sobre Noé, durante o culto da noite. As crianças gostam muito dessa história não é mesmo? Mas nós também temos muito a aprender com esse herói do Antigo Testamento.
Em Hebreus 11:7a lemos que:
Pela fé Noé, divinamente instruído acerca de acontecimentos que ainda não se viam, e sendo temente a Deus, aparelhou uma arca para a salvação de sua casa” 

Assim como Noé nós também recebemos instruções do Senhor. Hoje temos toda a Palavra de Deus revelada na Bíblia. Vamos nos dedicar a leitura das Escrituras, talvez seja necessário fazer alguns ajustes nas atividades do dia, mas certamente valerá a pena.

Porém, não basta apenas ler, devemos, como Noé, ser tementes a Deus e obedecer seus ensinamentos.

Noé aparelhou uma arca para a salvação de sua família. Acredita-se que a construção do barco tenha demorado mais de 100 anos (Gênesis 5:32 e 7:6)!!! Com certeza deu muito trabalho!

Precisamos trabalhar fielmente pela salvação do nosso lar:

®     Orando incessantemente, pois somente o Espírito Santo pode convencer nossos filhinhos do pecado, da justiça e do juízo ("Todavia digo-vos a verdade, que vos convém que eu vá; porque, se eu não for, o Consolador não virá a vós; mas, quando eu for, vo-lo enviarei. E, quando ele vier, convencerá o mundo do pecado, e da justiça e do juízo." João 16:7-8);

   Lendo a Bíblia junto com nossos pequeninos ("De sorte que a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus". Romanos 10:17);

-    Escolhendo conversar sobre coisas espirituais ("Falando entre vós em salmos, e hinos, e cânticos espirituais; cantando e salmodiando ao Senhor no vosso coração" Efésios 5:19);

-    Indo à igreja para termos comunhão com outros crentes e aprendermos mais sobre o Senhor. ("Alegrei-me quando me disseram: Vamos à casa do Senhor" Salmo 122:1)

Podemos imaginar como foi difícil para Noé ouvir dia após dia as zombarias e críticas de seus vizinhos e parentes e mesmo assim permanecer obedecendo a Deus. Nós também lutamos para permanecer no caminho correto na criação dos nossos filhos para o Senhor. É possível que muitas pessoas nos rotulem de fanáticas ou queiram nos convencer de que certas coisas “não tem nada a ver, todo mundo faz”. Mas temos uma tarefa importantíssima a cumprir!! Vamos ser fiéis e dizer NÃO para tudo aquilo que puder nos afastar desse propósito!!
Que também possa ser dito a nosso respeito o que lemos sobre Noé: E fez Noé conforme a tudo o que o Senhor lhe ordenara” Gênesis 7:5.

Que Deus nos capacite para tão maravilhosa tarefa!


 um beijinho da mãe do Gabriel e da Alice

segunda-feira, 23 de julho de 2012

Disciplinar com amor

Há uma passagem na Bíblia que sempre foi difícil de entender pra mim. Estive pensando e pesquisando sobre ela ultimamente. É a que diz que Moisés pecou e por isso não pôde entrar na terra prometida. Sempre vi Moisés como um servo quase perfeito de Deus. Mas em Números 20 há a descrição desse seu pecado que o deixou fora da benção tão aguardada.
O povo estava mais uma vez reclamando. Pare um pouco pra imaginar: não eram dez ou cem pessoas, eram milhares!! E eles não estavam apenas murmurando. Estavam indignados, exigindo de Moisés uma saída para a falta de água. Eles estavam pecando gravemente contra o Senhor, duvidando de Seu poder e de sua provisão. É bom lembrar que muitas e muitas vezes o Senhor havia suprido suas necessidades de maneiras milagrosas naqueles anos de caminhada no deserto. Moisés foi consultar a Deus que lhe instruiu a pegar o bordão e falar a pedra e então a água surgiria.
Vamos imaginar de novo: milhares de pessoas aos berros de “Moisés faça alguma coisa”, “Foi para isso que nos trouxe para esse deserto, para nos matar de sede (v. 4 e 5)”.  Agora honestamente responda: Você conseguiria manter a calma? Eu não! E Moisés também não conseguiu.  Mesmo sendo o homem mais manso de toda a terra (Números 12:3) este herói do Antigo Testamento caiu no pecado da ira. E foi além, tomou para si a solução do problema: “Ouvi agora, rebeldes, porventura tiraremos água desta rocha para vós?” (v. 10). E ao invés de falar a rocha ele a golpeou duas vezes.
O Senhor o repreende na mesma hora dizendo: “Porquanto não crestes em mim, para me santificardes diante dos filhos de Israel, por isso não introduzireis esta congregação na terra que lhes tenho dado”.
O povo estava errado, muito errado mesmo. Mas isso não era desculpa para que Moisés também pecasse. Muito menos para achar que ele resolveria a situação e calaria as reclamações do povo.

O que isso tem a ver com a criação dos nossos filhos?
Bem, vou falar por mim. Me identifico muito com essa situação de Moisés. Quando meus filhos estão desobedecendo muito, e eu tenho a sensação de passar o dia inteiro só chamando a atenção e pondo de castigo, uma vez após outra... Eu percebo que vou ficando super nervosa e frustrada. Acabo falando com eles com ira pecaminosa. Falo de modo rude. Depois me arrependo muitíssimo. Mas as palavras não voltam atrás... Então me vejo como Moisés (numa escala beeeem menor, lógico). Irritada com o erro deles acabo pecando também. Ao invés de disciplinar e orientar em amor, falo rispidamente e até gritando.
Acho que a raiz da questão está no que o Senhor fala para Moisés quando o repreende. Por vezes eu esqueço que crio meus filhos para o Senhor. Que são herança dEle. E que tudo que faço, até disciplinar, deve ser para a honra e glória de Deus. Muitas vezes me pego pensando “que tipo de mãe as pessoas vão achar que sou se virem esse comportamento do meu filho”. E então, assim como Moisés, o orgulho toma meu coração. Nessas horas não estou pensando em glorificar a Deus, mas em que todos achem que sou um mãe exemplar com filhos super comportados.
Não estou dizendo para deixarmos nossos filhos fazerem o que bem entenderem. Não. Temos o dever, dado por Deus, de criá-los no caminho correto. Só não podemos perder de vista o motivo para isso: glorificar a Deus. Aliás, essa deve ser a motivação para tudo o que fazemos, tudo mesmo, como o apóstolo Paulo nos ensina: “Portanto, quer comais quer bebais, ou façais outra qualquer coisa, fazei tudo para glória de Deus.” (I Coríntios 10:31).
Vamos obedecer ao Senhor e fazer estritamente Sua vontade. E podemos confiar que o Pai vai realizar a obra milagrosa de transformar os coraçãozinhos, por vezes tão rebeldes, de nossos filhos em corações regenerados e lavados pelo sangue de Jesus.

“Senhor amado, tantas vezes me pego nervosa e irritada com meus filhos por causa da desobediência e rebeldia deles. Perdoa-me e transforma-me, Pai. Ajuda-me, nas horas turbulentas a buscar em Ti serenidade para discipliná-los com amor. Que a minha motivação para criá-los seja a Tua honra e a Tua glória. Eu te peço isso confiando no nome poderoso de Jesus e em seu sacrifício na cruz. Amém”

um beijinho, da mãe do Gabriel e da Alice

quinta-feira, 5 de julho de 2012

Massagem

Você já ouviu falar daquele método de massagem em bebês? É um momento maravilhoso que passamos óleo perfumado (apropriado para bebês) enquanto massageamos suavemente nossos fofinhos. Com o Gabriel consegui fazer até quase um ano. Com a Alice foi bem menos, ela é mais agitadinha e logo começa a se revirar toda!! Mas quando estava com pouquinhos meses eu fazia sempre antes do banhozinho. Ela ficava sorrindo pra mim, tão bonitinha.
Eu normalmente ficava cantando durante a massagem. Sempre uma canção de louvor: “Jesus gosta tanto de mim, de mim, de mim, de mim, sem fim. Eu sei que ele gosta de mim, de mim, a Bíblia diz.”
Mas um dia resolvi orar em voz alta nessa hora tão gostosinha. Comecei pedindo que o Senhor a guardasse e protegesse; que ela crescesse para se tornar uma mulher segundo o coração de Deus (gosto demais dessa expressão, já perceberam, né!).
Então ao massagear seus bracinhos e sua mãozinha lembrei daquele versículo: “Abre a sua mão ao pobre, e estende as suas mãos ao necessitado” Provérbios 31:20, e pedi ao Pai que Ele a transformasse em uma pessoa generosa.  Quando cheguei no pezinho lembrei do comecinho desse versículo Quão formosos são, sobre os montes, os pés do que anuncia as boas novas, que faz ouvir a paz, do que anuncia o bem, que faz ouvir a salvação, do que diz a Sião: O teu Deus reina!” Isaías 52:7. Pedi então que ela fosse uma missionária, aonde quer que estivesse. Fiquei tão emocionada... a oração se tornou mais contrita, sabe, quando você pode ter a certeza de que o Senhor está mesmo te ouvindo... Que maravilha! O Criador do Universo ouvindo minhas súplicas por minha filhinha!
Lembrando desse dia tão especial resolvi pesquisar outras passagens que poderíamos usar para clamar ao Senhor por nossos filhinhos nesses momentos de massagem ou banho, seguindo essa linha de pensamento, associando ao seu corpinho.
Olha só quantas passagens encontrei (que benção é a Bíblia on line não é mesmo!!):
- “Mas todos nós, com rosto descoberto, refletindo como um espelho a glória do Senhor, somos transformados de glória em glória na mesma imagem, como pelo Espírito do Senhor.” II Coríntios 3:18 - Assim como aconteceu com Moisés, que o rostinho deles resplandeça a glória de Deus.
- “Abre a sua boca com sabedoria, e a lei da beneficência está na sua língua.” Provérbios 31:26
- “Os preceitos do Senhor são retos e alegram o coração; o mandamento do Senhor é puro, e ilumina os olhos Salmo 19:8 e Não porei coisa má diante dos meus olhos. Odeio a obra daqueles que se desviam; não se me pegará a mim.” Salmo 101:3 – que eles busquem a pureza e que seus olhinhos sejam iluminados pelos mandamentos do Senhor.
- “Quem subirá ao monte do Senhor, ou quem estará no seu lugar santo? Aquele que é limpo de mãos e puro de coração, que não entrega a sua alma à vaidade, nem jura enganosamente”. Salmo 24:3-4 Precisamos clamar por pureza e santificação em um mundo tão corrompido!
 - “Cinge os seus lombos de força, e fortalece os seus braços Provérbios 31:17  e “Estai, pois, firmes, tendo cingidos os vossos lombos com a verdade, e vestida a couraça da justiça.” Efésios 6:14  Que sejam fortes e firmes no Senhor e na Sua Palavra.
- “Desviei os meus pés de todo caminho mau, para guardar a tua palavra.” Salmo 119:101 e “E calçados os pés na preparação do evangelho da paz” Efésios 6:15 Que seus pezinhos nunca se desviem dos caminhos do Senhor.

Que o Senhor nos capacite e oriente sempre!

Beijinhos,

Da mamãe do Gabriel e da Alice